Uma informação desportiva, nas várias actividades ,crónicas, reportagens,entrevistas, resultados

26
Nov 12

ALMADA CONTINUA SÓ NA LIDERANÇA DO DISTRITAL

 

 

 

 

 

ALMADA A.C.,2- OLÍMPICO MONTIJO,0

 

A equipa do Almada continua a sua caminhada triunfal no distrital da 1ª divisão, deste vez o triunfo, 2-0,foi sobre a formação do Olímpico do Montijo, em jogo relativo a 7ª jornada.

Esta é a sexta vitória consecutiva dos pupilos do prof. Élio Santos, uma regularidade que projetou os almadense para uma liderança, tendo atrás de si os Pescadores da Costa de Caparica, com menos dois pontos.

Por motivos imprevistos e devido a condicionamento na Ponte 25 de Abril provocado por um acidente, impediu-nos de presenciar na totalidade a partida e trazer hoje aqui a crónica do respetivo encontro visto quando chegamos ao campo do Pragal, já eram decorridos perto de 25 minutos do segundo tempo, mas ainda a tempo de vermos o segundo golo marcado por Fábio Nunes, que veio festejar o golo para junta da bancada dos associados do Almada, em especial junto a uma claque de jovens atletas do clube.

 No último quarto de hora ambas a equipa do Olímpico ainda procurou o golo de honra, mas a defesa do Almada atuando em bloco neutralizou os intentos forasteiros.

Partida realizada no Complexo Desportivo do campo do Pragal, sob a arbitragem do árbitro Paulo Barradas, Núcleo de Pinhal Novo

equipa do Almada alinhou com os seguintes elementos: Pedro Cardoso; Ruben Calado, Miguel Serafim, Bruno Mareco e Paulo Costa; Marçal, Nuno Cirilo (cap.) Ricardo Dinis e Fábio Nunes; Luís Costa e Paulo Gomes.

Jogaram ainda- Kali,Suelves e Marcos Paulo.

Treinador-Prof. Élio Santos; Treinador adjunto Custódio Galveias; Delegado-Paulo Coelho e Massagista-Adynilson.

Golos: Paulo Gomes (25m) e Fábio Nunes (73m).

                  &&---&&

RESULTADOS DA 7ª JORNADA

Pescadores da Costa de Caparica,2-Vasco da Gama,o

Almada,2.Olímpico do Montijo,0; Comércio Industria,0 -Cova da Piedade,2;Beira Mar de Almada,3-Paio Pires,2; Grandolense,2 -Alcochetense,4;Despi.Portugal,1-Palmelense,0;Alfarim,3-1ª Maio Sarilhens,0 e Monte de Caparica,3- Juventude Melidense,3.

Destaques para o triunfo dos dois primeiros classificados, Almada e Costa de Caparica, bem com os triunfos do Cova da Piedade em Setúbal e do Beira Mar no campo de Mutela.

 

Líder: Almada,19 pontos; 2º Pescadores,16; 3º Cova da Piedade,12; 4ºs Alcochetense,Beira Mar de Almada e Monte de Caparica,11;7ºsVasco da Gama e Desp.Portugal,10;9ºsGrandolense,Olímpico eC.Indùstria,8; 12ºPalmelense e Alfarim,7;14ªPaio Pires,6;15º1Maio Sarilhense e 16ºMelidense,2pts

Na imagem os homens golos  na tarde desportiva do Pragal, Paulo Gomes abriu o caminho e Fábio  Nunes selou o triunfo dos almadenses ante uma equipa difícil.

 

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 01:06

24
Nov 12

 ALMADA- OLIMPICO DO MONTIJO NO COMPLEXO DESPORTIVO DO PRAGAL

Amanhã, domingo 25 de Novembro, pelas 15:00H,  no Complexo Desportivo do Pragal, o Almada,recebe o Olimpico do Montijo em jogo relativo  à 7ªJornada do Campeonato Distrital de Futebol da 1ªDivisão, da Associação de Futebol de Setúbal.
O bilhete para assistir ao jogo custa 2€ para os associados do clube e apenas 5€ para não sócios.
Ao cabo de seis jornadas a  equipa almadense lidera a tabela classificativa, vindo a obter óptimas prestações, não apenas nos jogos do Campeonato Distrital, mas igualmente na outra competição oficial em que participa, a Taça da AF Setúbal, na qual, após disputa dos três primeiros jogos, a equipa do Almada já está apurada para os Quartos-de-Final, a disputar no dia 30 de Dezembro, num encontro em que recebe, no Complexo Desportivo do Pragal, a equipa do GD Alfarim.
Invictos em ambas as competições, o Almada Atletico Clube já realizou nove jogos oficiais:
Taça AFS - Comércio Indústria: V3-2 Vasco da Gama: E1-1 Quinta do Conde: V7-1
Campeonato Distrital Cova da Piedade: E0-0 Palmelense: V3-2 1ºMaio Sarilhense: V2-0 Melides: V2-0 Paio Pires: V1-0 Vasco da Gama: V2-0

 

Portanto em perspectiva mais uma excelente jornada desportiva no Complexo Desportivo do Pragal.

https://twitter.com/ReporterFc/status/272485096114774016

 

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 23:05

 INSTITUÍDOS OS CARTÕES YELLOW E GOLD PARA ASSISTIR AOS JOGOS DA EQUIPA SÉNIOR DE FUTEBOL

Os responsáveis do Almada Atlético Clube, no intuito de serem criadas melhores acessibilidades ao Parque de Jogos do Pragal, lançaram dois cartões para acesso a todos os jogos oficiais  da equipa de  futebol sénior que se realizem no Complexo desportivo do Pragal.

O YELLON CARD

Este cartão tem o preço de 25 euros, para lugares na Bancada Central Coberta

O GOLD CARD

Destina-se a lugares nos Camarotes, com preços entre os 25 e 65 euros

O PARTNER CARD

Foi ainda criado este cartão o qual  dará acesso a lugar na Bancada central Coberta, destinando-se a todos os Parceiros/Patrocionadores do Almada Atlético Clube, podendo ser utilizado por estes ou por via de transmissibilidade pelos clientes ou amigos, no formato de empréstimo.

 

Todos estes cartões podem ser adquiridos na secretaria do campo nº 1 no Pragal, estando à venda igualmente nos dias de jogos no Campo do Pragal, e destinam-se á presente época desportiva 2012/2013.

 

ALMADA LIDERA DISTRITAL E RECEBE  ESTE DOMINGO DIA 25 DE NOVEMBRO, PELAS 15 HORAS A TURMA DO OlIMPICO DO MONTIJO.

 

Noticias sobre o Almada Atletico Clube

 

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 17:33

 

 
  CAMPEONATO DISTRITAL DA 1ªDIVISÃO  
 

O árbitro Paulo Jorge que dirigiu a partida entre o Almada e o Paio Pires vai dirigir o jogo Comércio Indústria- Cova da Piedade, jogo esse que foi antecipado para sabado dia 24.

Á qui deixamos o nome dos árbitros que vão dirigir os jogos do Campeonato Distrital da 1ª Divisão e 2ª Divisão da Associação de Futebol de Setúbal. 

24/11/2012 - 15:00

UF COM IND SETUBAL x CD COVA PIEDADE
Campo: CAMPO BELA VISTA - Relvado
Árbitro: PAULO ALEXANDRE ROBERTO SANTOS JORGE
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 G.D.R. "PORTUGAL" x PALMELENSE FC
Campo: COMPLEXO MUNICIPAL VALE DA AMOREIRA - Relvado Sintético
Árbitro: RUI FILIPE FLORENCIO RAMOS
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 GRUPO DESP.ALFARIM x 1.MAIO SARILHENSE
Campo: CAMPO "ALFARIM" - Relvado Sintético
Árbitro: ACACIO RAFAEL PEREIRA GUEDES
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 MONTE CAPARICA A.C x JUV DESP .MELIDENSE
Campo: CAMPO ROCHA LOBO - Relvado Sintético
Árbitro: DAVID ANTONIO FERREIRA DEMETRIO
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 CR "O GRANDOLENSE" x G. D. ALCOCHETENSE
Campo: CAMPO MUNICIPAL Nº 1 GRANDOLA - Piso Sintético
Árbitro: JOAO MIGUEL SILVA REGO MARQUES
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 ALMADA ATL. CLUBE x C OLIMPICO MONTIJO
Campo: CAMPO PRAGAL - Relvado
Árbitro: PAULO SERGIO OLIVEIRA BARRADAS
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 GD P COSTA CAPARICA x VASCO GAMA AC
Campo: CAMPO PESCADORES - Relvado Sintético
Árbitro: FERNANDO JOSE COSTINHA QUENDERA
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 BEIRA MAR ALMADA x PAIO PIRES FUT C
Campo: CAMPO JOGOS BEIRA MAR ATL.C.ALMADA - Relvado Sintético
Árbitro: GIL DUARTE FIGUEIREDO BRANDAO
A.F. SETUBAL
 
 
  CAMPEONATO DISTRITAL DA 2ªDIVISÃO  
 
25/11/2012 - 15:00 CHARNECA DA CAPARICA x ESTRELA DE S.ANDRE
Campo: CAMPO CASSAPO - Relvado Sintético
Árbitro: MIGUEL ANGELO PEIXOTO MIRANDA
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 ATL C ARRENTELA x EST.FARALHÃO F.C.
Campo: CAMPO BOA HORA - Relvado Sintético
Árbitro: RICARDO COSTA FIGUEIREDO
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 GRUPO D. LAGAMEÇAS x UNIÃO SC
Campo: CAMPO A C ESTEVES - Terra Batida
Árbitro: ANDRE FILIPE PEREIRA DUQUE
A.F. SETUBAL
 
25/11/2012 - 15:00 ´´AGUIAS NEGRAS F.C. x U.D.C. BANHEIRENSE
Campo: CAMPO ALTO ESTANQUEIRO - Terra Batida
Árbitro: TATIANA MARIA SANTOS MARTINS
A.F. SETUBAL

 

Noticias AFS

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 00:38

22
Nov 12

PORTÃO VERDE FUTEBOL CLUBE (1967-2012) 45 ANOS

 

Numa das minhas caminhadas algures pelo nosso concelho, neste caso na freguesia do Laranjeiro, deparei-me em frente à sede Social do Portão Verde Futebol Clube, sede essa que acompanhei de, o desenrolar dos trabalhos da sua construção, e que depois a 1 de Novembro de 1993,quando da sua inauguração realizei então uma reportagem para o Jornal de Almada. Ou seja dezanove anos depois, estou aqui

Entrei nas instalações da coletividade e revivi então o momento aquando da sua inauguração e questionei por que não falar da vida desta popular coletividade do Laranjeiro, no meu blog desportoalmada, assim pensei e assim o fiz, depois de tirar algumas fotos, falei com o dedicado dirigente e atual tesoureiro do clube, o senhor Rogério Pereira, para que ele nos falasse da história desta coletividade que no dia 15 de Agosto, último comemorou a passagem do 45º Aniversário.

COMO NASCEU O PORTÃO VERDE? VOU CONTAR RESUMIDAMENTE COMO ACONTECEU

O dirigente, Rogério Pereira começou-nos por falar dos primeiros passos para a formação do clube. –“ Eram 16 jovens que tinham em comum o gosto pelo futebol, na área onde viviam não havia muitos clubes que se dedicassem á prática dessa modalidade e então resolveram criar um clube e assim a 15 de Agosto de 1967, decidiram fundar um clube a que deram o nome de Portão Verde, por existir no local um portão verde, de entrada para a base da Marinha”. O passe seguinte foi a compra de equipamentos e falar com o dono do café “A Barca” para autorizar provisoriamente a guarda dos equipamentos e se possível deixar fazer as reuniões no referido café, ao qual o dono do estabelecimento concordou.

 

Rogério Pereira, salientou que a permanência no referido café a “Barca” terminou em 1971, com o clube já com cerca de 100 associados, a alternativa foi alugar uma casa para a instalação da sede social, o que até foi fácil, pois ao lado do referido café havia uma loja vaga. O passo seguinte foi falar com o respetivo dono e ele aceitou. “ Na altura o clube ficou a pagar uma renda mensal de 1.600$00 escudos. A sede não era muito grande, mas deu para montar um pequeno Bar, algumas mesas para jogar às cartas e tinha uma pequena sala para reuniões da direção e uma arrecadação onde se guardavam os equipamentos”.

A partir dessa situação, normal que o clube tivesse dado um salto, tanto a nível de associados como de modalidades?

-“Sim de fato aconteceu, pois para além do futebol a nível de seniores criámos também uma seção de futebol juvenil e de xadrez, isso contribuiu para que mais pessoas começassem a aparecer para se inscreverem como associados para que os seus filhos pudessem praticar desporto e assim começámos a ficar limitados no espaço”.

Mas a sede nesse novo espaço só durou meia dúzia de anos, não foi?

-“Realmente, assim aconteceu, em 1976 o prédio foi vendido e o novo proprietário, tinha outros fins a dar ao edifício e propôs-nos a nossa saída, que nos daria uma indeminização. Para nós foi ouro sobre azul, já que tínhamos pensado em sair daquele espaço e assim negociámos e chegamos a acordo e em Agosto de 1977 recebemos a indeminização e mudámos para um espaço maior com cave e tudo, o que nos deu para montar um bar maior, Adquirimos um jogo de snooker e montámos uma biblioteca, arranjámos uma vitrina para expor os nossos troféus e na cave deu para montar uma mesa de Pingue-Pongue e algumas mesas, fizemos obras, uma arrecadação para os equipamentos, enfim ficámos com um espaço maior e com outra comodidade. Mas para isso fosse possível, tivemos que legalizar em cartório notarial e ver o mesmo publicado em Diário do Governo, ou seja passamos a existir oficialmente a partir dessa data. Tivemos um maior incremento de modalidades, como o tiro ao Alvo com setas, ténis de mesa, cicloturismo e com tínhamos espaço, começamos a realizar bailes e outros eventos”

 

Enquanto nos narrava a história da coletividade Rogério Pereira ia-nos exibindo, com algum orgulho, alguns troféus e diplomas ganho por atletas do clube nas mais diversas modalidades, bem como nos ia guiando no interior da excelente sede social, os seus olhos brilhavam, a emoção por vezes se apoderava deste dedicado dirigente, ao confrontar o passado com o presente.

A pergunta inevitável, o Portão Verde Futebol Clube, para chegar aqui, ou seja a estas excelentes instalações sociais que decerto vieram dar outra dinâmica ao Clube, não foi fácil?

- “ Meu amigo, todos tem sonhos e todos os dirigentes e associados do Portão Verde, também os tiveram e continuam a terem, esse sonho era poder construir uma sede própria, o caminho não foi fácil, em 1980 contatámos a Câmara Municipal de Almada, no intuito de saber se existiria algum terreno para nos ceder, de facto talvez houvesse hipóteses, mas a falta de verbas e a opção por parte da autarquia de outras prioridades, não o permitiu e assim permanecemos mais uns anos no mesmo local. Mas o sonho não tinha acabado e na altura com a entrada de uma outra direção para o nosso clube, ocorrida em 1990, reatou-se o contacto com a autarquia e face á persistência da direção e a boa vontade da edilidade, no dia 9 de Outubro de 1991, foi-nos cedido em direito de superfície um terreno com 1.700 m2”.

Depois de uma pequena pausa o nosso interlocutor continuou- “ A partir daí avançou-se com a elaboração de um projeto para a sede o qual foi deferido em junho de 1992, iniciámos então a obra em Janeiro de 1993.A obra orçada em 30 mil contos, só foi possível graças á ajuda da Câmara Municipal de Almada que além do terreno contribuiu ainda com uma verba em dinheiro, a Junta de Freguesia do Laranjeiro também comparticipou e nós tinha-mos 6 mil contos, tudo junto não chegava, tiveram alguns diretores de recorrer á banca em seu nome pessoal e muitos sócios do clube que trabalharam na construção gratuitamente. E em 1 de Novembro de 1993, o sonho estava concretizado, com a inauguração desta magnifica infraestrutura, em que esteve presente a senhora Maria Emília Neto de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Almada, vereadores e outros dirigentes autarcas do nosso concelho, bem como algumas coletividades”.

sede social Portão Verde

 

Com uma nova sede social, um mini ginásio e outras condições, um novo dinamismo foi dado á coletividade, pode-nos dizer quais?

-“ Sim, sem dúvidas, uma das opções tomadas na altura pela direção foi a cedência do bar, por concurso, para assim libertar os dirigentes, já que até aí, desde a fundação até 1993 os serviços do bar eram assegurados gratuitamente pelos diretores, com essa medida libertava-se assim os dirigentes do clube para manter as atividades existentes e implantar outras secções desportivas, como artes marciais, escolas de mini-voleibol, ginástica, tiros de carabina de ar comprimido, escolas de música, etc. Os dirigentes estavam assim ocupados em dirigir outras atividades”

O dirigente salientou que dois anos depois a questão do bar foi revista e passou a ser a direção a explorar o bar, mediante o pagamento a um funcionário, protocolo que se manteve até 2007, altura que a direção do clube voltou a ceder a exploração do bar bem como salas de jogos, ficando a direção com a gestão do Salão para a prática de desporto, atividades recreativas e culturais.

A nível desportivo, como tem decorrido a atividade desportiva do clube?

“Resumindo um pouco a história do clube a nível desportivo após a inauguração da sede social, entre 1994 e 1997 disputámos dois campeonatos da Inatel e dois da Associação de Futebol de Setúbal, a nível da 2ª divisão distrital, foi um projeto que falhou, pois as despesas eram enormes, desde seguro dos jogadores, alugueres de campos, direi que o clube ficou monetariamente falido, daí termos abandonado a participação nesses campeonatos e passar para efetuar apenas alguns jogos particulares. O Cicloturismo teve uma atividade que foi de 1990 a 1997; a Ginástica por falta de praticantes acabou em 1999; o jogo das Setas começou em 1997 e prolongou-se até 2007, o Tiro com Carabina de Ar Comprimido iniciou-se em 1993 e terminou em 2003, foi uma modalidade disputada a alto nível nos Campeonatos Regionais e Nacionais e que deu muitas vitórias ao clube; em 2011 tínhamos só artes Marciais e Capoeira que nada tinham a ver com as nossas anteriores modalidades que levavam o nome do Portão Verde Futebol Clube a ser conhecido por uma grande parte do País. Agora novas atividades para além destas duas últimas têm também a ginástica de manutenção e aulas de Dança Hip-Hop e aulas de Dança Hip-Hop Kids, esta última com muito sucesso”.

Presentemente como está a coletividade?

-“ Depois de termos ultrapassado uma crise diretiva, nos últimos quatro anos em que apenas três ou quatro dirigentes, mantinham uma atividade permanente na condução dos destinos da coletividade, encetámos um processo eleitoral, não foi fácil arranjar dirigentes, mas lá se conseguiu formar uma direção que tomou posse em Abril e que está a trabalhar para que a coletividade continue a desenvolver o seu trabalho em prol do desporto e da juventude, pois o nosso clube está inserido numa zona pobre da freguesia. No entanto gostaria de acrescentar que o Portão Verde Futebol Clube chegou a ter 600 associados e agora cerca de 250 e nem todos pagam a sus quota, alguns afastaram-se das coletividades e associações para não contribuírem com uma quota mensal de 50 cêntimos, depois com tudo isto temos dificuldades em arranjar alguém para assumir cargos de gestão no clube e assim serem sempre as mesmas a trabalhar nas coletividades e isso resulta na sua saturação, ficam mais idosos e com menos energia, pois a idade não perdoa”.

 

 

 

 

 

   

Esta a história de um clube que começou por uma brincadeira, com sede num café que foi crescendo ao longo dos anos, acabando por alcançar a felicidade de ter uma sede própria e sem dúvidas, para o conseguir houve muita gente, jovens, homens, mulheres que sacrificaram a vida familiar deles, em prol do associativismo, faziam da sede o seu lar, sem lucrar o que seja, deram parte da sua vida, muitos deles já não estão entre nós, mas serão sempre lembrados com eterna saudade.

 

 

A placa alusiva á inauguração da sede socials do Portão Verde Futebol clube 

A placa alusiva que assinala a homenagem merecida aos sócios fundadores do Portão Verde futebol Clube e que abriram caminho para que a coletividade fosse o que é hoje. Na ocasião e vendo os nomes dos dirigentes, na respetiva placa,  Rogério Pereira, não esqueceu um dos últimos dirigentes a desaparecer do nosso convivo que foi o dedicado e amigo Florindo Rendeiro, que faleceu no inicio do ano, ao ser atropelado numa das passadeiras junto ao Portão Verde da Minha.

 

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 22:26

19
Nov 12

  TRIUNFO DO ALMADA EM SINES  PROJETOU ALMADENSES PARA A LIDERANÇA DO DISTRITAL

                                                                                                                                                                                                                           A 6ª jornada do Distrital da 1ª Divisão da Associação de Futebol de Setúbal, foi benéfica para o Almada que ao vencer em Sines,somou a quinta vitória consecutiva e garantiu a liderança isolada da prova, já que o seu mais direto opositor, Os Pescadores da Costa de Caparica, não foi além de um empate na curta deslocação a Paio Pires.

Destaque também para os triunfos do Monte de Caparica em Sarilhos e do Beira Mar de Almada em Melides. Já o Desportivo da Cova da Piedade, não foi além de um empate, cedido em casa ante o Desportivo de Portugal.

Resultados da jornada: C.Indústria,3-Grandolense,3; Paio Pires,1-Pescadores da Costa de Caparica,1;Palmelense,1-Alfarim,0; Cova da Piedade,0- Desp.Portugal,0;Olímpico do Montijo,1-Alcochetense,1; Vasco da Gama de Sines,0-Almada,2; Melidense,0-Beira Mar de Almada,1 e 1º Maio Sarilhense,1-Monte de Caparica,2.

Classificação: 1º Almada,16 pontos; 2º Pescadores,14; 3ºs Vasco da Gama de Sines e Monte de Caparica,10; 5º Cova da Piedade,9; 6ºs C.Indústria,O.Montijo, Grandolense,Alcochetense e Beira Mar de Almada,8; 11ºs Desp.Portugal e Palmelense,7; 13º paio Pires,6; 14ºs Alfarim e 1º Maio Sarilhense,4 e 16º e último, Melidense,1 pt.

                                                                  &&

COMÉRCIO INDÚSTRIA- COVA DA PIEDADE, ANTECIPADO PARA SÁBADO DIA 24

 Próxima jornada domingo dia 25:  Desp.Portugal-Palmelense; Almada-O.Montijo; Monte de Caparica-Melidense; Pescadores-Vasco da Gama de Sines; Alfarim-1ª Maio Sarilhense; Grandolense-Alcochetense e Beira Mar-Paio Pires. 

O jogo Comércio Indústria- Cova da Piedade, foi antecipado para sábado dia 24 em Setúbal.

 

CAMPEONATO DISTRITAL DA 2ª DIVISÃO

CHARNECA DE CAPARICA GOLEADO NA QUINTA DO CONDE

A 6ª jornada do distrital da 2ª divisão forneceu os seguintes resultados; Estrela de Santo André,0- Arrentela,0; Estrelas do Faralhão,3- Águias Negras,1; União Banheirense,2-G.D.Lagameças,1 e AD Quinta do Conde,5- Charneca de Caparica,2.

Classificação: 1º União de Santiago do Cacém,11 pontos; 2ºs GD Lagameças,Arrentela e Quinta do Conde,10; 5º Estrela do Faralhão,8; 6º Estrela St André,7; 7º União Banheirense,6; 8ºs Charneca de Caparica e Águias Negras, 3 pts.

 Próxima jornada domingo dia 25:  Arrentela- Estrela do Faralhão; Águias Negras- U.Banheirense; Charneca de Caparica- Estrela St André e Lagameças-U.Santiago.

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 20:30

18
Nov 12

FUTEBOL

COVA DA PIEDADE,0-DESPORTIVO DE PORTUGAL,0

EQUIPA DO COVA DA PIEDADE

MADUREIRA EVITOU A DERROTA DOS PIEDENSES, AO DEFENDER UMA GRANDE PENALIDADE

Partida realizada domingo dia 18 de Novembro, no Estádio Municipal "José Martins Vieira" na Cova da Piedade.Encontro dirigido pela equipa de arbitragem liderada por Fernando Quendera que foi auxiliado por Paulo Maria, do lado da bancada e Jorge Sinquenique. Trio  pertencente ao Núcleo de Pinhal Novo.

As equipas alinharam:

Cova da Piedade- Madureira; Tralhão,Gaspar,Ruben Nunes e Pedro Henriques (Sérginho, aos 56 minutos); Milton (Filipe Rodrigues, aos 71 minutos), (cap.),França (China, aos 56 minutos) e Carlos Carvalhal;Willians e Catota.

Treinador- Sérgio Boris.

Ação disciplinar- Cartão amarelo para Gaspar (76m) e Milton (64m). Cartão vermelho para Tralhão aos 87 minutos.

Desportivo de Portugal- Pedro Andrade; João Nobre (Mário Gomes, aos 46 minutos),Marco Dias, Osvaldo (cap.) e Quissem; António Bachair (Morgado, aos 61 minutos),Nanisso,Carlos Conceição e Idrissa;João Dores (Filipe, aos 61 minutos) e Tiago Garcia.

Treinador-

Ação disciplinar- cartão amarelo para João Nobre (8m), Mário Gomes (56m),Marco Dias (62m),Mário Morgado (75m),Tiago Garcia (91m) e Quissem (93m).

DESPORTOALMADA/JOAQUIMFCANDEIAS

 Nos primeiros quarenta e cinco minutos o jogo repartiu-se entre os dois meios campos e foram poucas as oportunidades de perigo no último reduto de ambas as equipas, mas com um pendor mais ofensivo dos forasteiros. Quando eram decorridos 12 minutos de jogo a turma do Desportivo de Portugal poderia ter-se colocado em vantagem, excelente jogada de Tiago Garcia, a isolar-se frente a Madureira, fez o chapéu ao guarda-redes piedense, para ir apanhar a bola maís á frente e quando se preparava para rematar para a baliza, deixou-se antecipar por Ruben Nunes que assim negou o golo aos forasteiros.

Mesmo á beira do intervalo, foi Catota que desperdiçou soberana oportunidade para colocar os piedense, em vantagem, mas o remate levou o esférico a passar muito por cima da baliza visitante.

 

Na segunda parte a equipa do Desportivo de Portugal, começou a exercer uma maior pressão a meio campo e assim ter algum controlo de jogo e a partir para o ataque com algum perigo para o último reduto dos piedenses.O técnico Sérgio Borges depois de ter operado algumas alterações na  sua equipa, conseguiu equilibrar a partida. O golo piedense esteve perto de acontecer num excelente remate de China, mas a resposta da turma visitante não se fez esperar e depois de um bailado de Tiago Garcia, este rematou forte mas o guarda-redes Madureira correspondeu com uma excelente defesa

 

Á entrada do último quarto de hora, a equipa do Cova da Piedade, aos 74 minutos por Filipe Rodrigues e aos 76 por China obrigaram o guarda-redes Pedro Andrade a duas grandes defesas, mas foi a equipa do Desportivo de Portugal que aos 80 minutos disfrutou de soberana oportunidade de golo, após excelente jogada de Filipe, com a bola a ser aliviada por um defensor piedense,sobre a linha de golo.

A partida aproximava-se do seu final e entre o minuto 86 e 87, tudo poderia ter ficado decidido para ambas as equipas, primeiro o Cova da Piedade a ver o guarda-redes forasteiro aa negar o golo e ao minuto 87 foi o lance que protagonizou a grande penalidade, com o defesa piedense, Tralhão a empurrar um jogador em plena área, o árbitro em cima do lance, prontamente apontou a marca de grande penalidade, na conversão Filipe Muendo, rematou forte mas o guarda-redes piedense, correspondeu com uma espetacular defesa para canto evitando assim a derrota da turma comandada por Sérgio Boris.

O TRIO DE ARBITRAGEM QUE DIRIGIU A PARTIDA ENTRE O COVA DA PIEDADE E O DESP PORTUGAL

O trabalho da equipa de arbitragem liderado por Fernando Quendera, situou-se num plano aceitável.

 

                         

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 22:11

12
Nov 12

POLICIAMENTO AOS JOGOS DESPORTIVOS, NÃO PODE PASSAR POR SEGURANÇAS PRIVADOS, ISSO IRIA ACARRETAR  GRANDES DESPESAS AOS CLUBES

Frisou o líder associativo, dr.Sousa Marques

Tomaram posse os novos dirigentes  da Associação de Futebol de Setúbal, o ato decorreu no passado dia 9 de Novembro, no Salão Nobre da Associaçãao de Futebol e ao qual aqui no blog DesportoAlmada, demos o devido destaque. Para  este post reservamos  a intervenção do Presidente da Associação, dr.Sousa Marques. 

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SETUBAL

 O doutor, Sousa Marques aquando da sua intervençao, na tomada de posse dos novos corpos Sociais da Associaçãao de Fuetbol de Setúbal que teve lugar no passado dia 9 de Novembro, em Setúbal:Foto:M.J.

 

O Dr. Sousa Marques depois de saudar em especial as entidades convidadas e que faziam parte da mesa de honra, o presidente da Assembleia Geral, Fernando Cardoso, o representante do IPDJ, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes, o vereador da Camara Municipal de Setúbal, o presidente da AFCoimbra em representação das Associações Desportivas Regionais e o presidente do Vitória de Setúbal, Fernando Oliveira, em representação dos clubes do nosso distrito.

Saudou a seguir os demais dirigentes da FPF, colegas de outras, AFR’s, (Associações Distritais Regionais) não só de Futebol mas também de outras modalidades, representantes dos sócios ordinários da FPF, demais convidados, colegas dos órgãos sociais da AFSetúbal agora empossados, Clubes do Distrito, Comunicação Social, minhas senhoras e meus senhores

O presidente reeleito Dr. Sousa Marques agradeceu a presença de todos, factos este que só vem dignificar este acto, igualmente agradeceu aos colegas dos órgãos sociais que agora tomaram posse pela disponibilidade demonstrada, não só para integrarem a lista candidata mas também o futebol. Agradecimentos que se estenderam também a todos os clubes, que subscreveram a lista candidata, e que a elegeram, a confiança depositada na sua equipa que vai dirigir os destinos do futebol distrital durante os próximos quatro anos, e principalmente para durante quatro anos darem o seu contributo em prol do desporto

Depois começou por fazer uma referência especial à presença do Sr. Presidente da FPF Dr. Fernando Gomes, nesta casa do futebol distrital, tendo dito.

“É público que não fui apoiante da lista que encabeçou para os órgãos sociais da FPF, fazia até parte da lista que em alternativa se candidatou à FPF, mas como bem sabe, essa disputa eleitoral terminou no dia da votação e no dia seguinte todos nós temos de assumir as nossas responsabilidades face às funções que cada um desempenha e é isso que tem acontecido no passado recente e vai acontecer no futuro. O Sr. Presidente sabe muito bem com aquilo com que contou no passado e com aquilo com que pode contar no futuro, com a nossa colaboração para o que necessitar, mas também com os nossos pontos de vista nem sempre coincidentes, com as nossas sugestões, contributos, criticas construtivas e leais, sempre com o objecto de melhorar o que entendemos que deve ser melhorado, corrigir o que entendemos que não está bem e apoio em tudo o que é merecedor de tal”.

 

A mesa de honra aquando da tomada de posse dos novos dirigentes da A.F.S.

Vista parcial da mesa que presidiu á tomada de posse dos novos dirigentes da AFS,onde estava também Fernando Oliveira, presidente do Vitória de Setúbal, em representação dos clubes.Foto:M.J.

 

Os dossiers que neste momento estão na ordem do dia são de extrema importância para a subsistência dos clubes e da modalidade

“Um novo modelo de governância foi implementado na FPF face à alteração estatutária verificada, em resultado das alterações na lei de bases do Desporto e no Regime Jurídico das Federações Desportivas, e que necessita urgentemente de ser revisto por não ser gerador de consensos no desporto nacional, como é consabido, aproveitando a oportunidade para solicitar ao Sr. representante do IPDJ que transmita este sentimento, que não é apenas pessoal, quer ao Sr. Presidente do IPDJ, quer ao Sr. Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. O nível de exigência que actualmente se coloca nos órgãos sociais da FPF e maior que no passado face ao seu grau de profissionalismo e que não é, nem podia ser, acompanhado pela Associações Distritais”.

Os presidentes Fernando Gomes(Federação) e Francisco Manuel Cardoso, assembleia geral da AFS

 

 

 

O totonegócio é um dossier na ordem do dia

 

 

 

 

 

 

 

“A reestruturação dos campeonatos nacionais de Futebol e de Futsal deve ser muito bem acompanhada para que a solução
encontrada não passe a ser um problema.O totonegócio é um dossier na ordem do dia, que importa resolver, mas sem colocar em causa os clubes cumpridores. As receitas dos jogos sociais devem ser urgentemente distribuídas pelos clubes que a elas têm direito, sob pena de a sua actividade estar em risco face às dificuldades do presente. Desde Dezembro de 2010 que o não é”.

Outras matérias poderíamos aqui enumerar, mas gostaria de focar com alguma atenção a questão que mais está na ordem do dia, o policiamento.

 

“Ainda ontem (neste caso, quinta feira dia 8) esta mesma sala esteve cheia, como nunca tinha visto, numa reunião muito importante sobre esta matéria que está na agenda de todos. Não podemos colocar em cima dos clubes o ónus de garantir a segurança dos espectáculos desportivos nos escalões de formação, quando esta função era assegurada pelas entidades competentes, as forças policiais, sem custos para os clubes nesses escalões. A alternativa às forças policiais não podem ser seguranças privados, com encargos financeiros impossíveis de acomodar pelos clubes”.

                                                                                          

A ALTERNATIVA ÀS FORÇAS POLICIAIS NÃO PODEM SER SEGURANÇAS PRIVADOS

“Não podemos transformar um policiamento pelas forças de segurança sem custos directos para os clubes, em policiamento pago (mesmo nos escalões de formação) e não podemos exigir aos clubes visitados a criação de forças de segurança, conhecendo-se a limitação de meios humanos com que estes se debatem, para já não falar em implementação de medidas sem que seja disponibilizado um prazo adequado, sem o estabelecimento de normativos completos e adequados às realidades, ao país real e sem uma definição clara de responsabilidades, que devem ser partilhadas por todos. Ainda que existam sinais de que este problema poderá estar, temporariamente, ultrapassado, importa que o mesmo se possa resolver de forma definitiva, sob pena de as competições poderem estar em causa, e não são só as distritais, ainda que sejam as de maior volume”.

 O Presidente dr Sousa Marques, referiu que só esta semana estavam previstos a realização de quase 200 jogos de competições distritais em Setúbal e 60 deles foram adiados por falta de condições para a sua realização.

É urgente e necessário resolver este problema que vai afectar os clubes, pois no dia em que os clubes não tiverem condições para fazer o seu trabalho, quem os vai substituir

“É necessário não perder mais tempo e resolver rapidamente e definitivamente esta problema que nos foi criado, mas sem deixar de atender aos problemas concretos com que os clubes se deparam semanalmente nos campos de futebol e às suas dificuldades e realidades”.

Na continuação do seu discurso, Sousa Marques, agradeceu publicamente aos clubes pelo trabalho desenvolvido em prol dos jovens e do desporto nas suas áreas de intervenção, ainda que as dificuldades sejam muitas e cada vez maiores, face à conjuntura e face à mentalidade de alguns. Deixou uma palavra para os representantes do poder local. “Ainda que seja do conhecimento de todos as dificuldades de natureza financeira com que se debatem, lançar daqui um apelo para que não deixem de apoiar os clubes, para que reconheçam nos clubes o garante de uma prática desportiva saudável, porque no dia em que os clubes não tiverem condições de fazer o seu trabalho, quem é que os vai substituir?”

Aspecto parcial do auditório da AFS, na tomada de posse dos novos dirigentes

Aspecto parcial do auditório do Salão Nobre da Associação de Futebol de Setúbal.Foto:M.J.

 

OS NOSSOS VECTORES FUNDAMENTAIS PARA OS PRÓXIMOS QUATRO ANOS

O presidente da Associação de Futebol de Setúbal Dr Sousa Marques, traçou depois o trabalho que vai ser realizado nos próximos quatro anos, referindo-se:” Sem vos querer maçar muito mais gostaria também deixar aqui aqueles que vão ser os vectores fundamentais para os próximos quatro anos. Em primeiro lugar o apoio aos clubes neste momento difícil que estão a viver, procurando garantir a sua actividade e a manutenção da prática desportiva competitiva. Depois a prossecução do fomento e da promoção da prática do futebol com o crescimento do número de praticantes, de equipas e de jogos. Neste particular procurar um aumento da prática do futebol no feminino, quer nas variantes de Futsal, de Futebol de 7 ou de Futebol de 11.Também o incremento da prática do Futsal, porque esta variante possui um potencial de crescimento muito elevado. Continuar a difícil tarefa de recrutar e de formar árbitros para que possam compensar os que abandonam, que possam acompanhar o crescimento do nº de jogos, mas que também possam contribuir para reduzir o deficit que se verifica em termos do número de árbitros disponíveis para os jogos que se realizam. Mais e melhores árbitros deve ser o lema e contamos com a colaboração de todos, onde naturalmente se incluem os clubes no encaminhamento de ex praticantes para esta actividade que faz parte integrante da prática do futebol”.

NÃO PODEMOS ESQUECER DA REALIDADE SÓCIO ECONÓMICA DO DISTRITO EM QUE VIVEMOS

“Tudo isto sem descurar o aumento da nossa representatividade a nível nacional, quer de clubes quer de árbitros, sem objectivos de número de votos, porque isso é passado, e essa nunca foi a nossa preocupação, mas sim para procurar atingir um patamar que já foi nosso no passado, quando o futebol se jogava com amor à camisola, mas que, com a profissionalização e a industrialização do futebol, se perdeu porque não nos podemos esquecer da realidade sócio económica do Distrito em que vivemos. Termino desejando as maiores felicidades a todos aqueles que acabaram de ser empossados, na certeza de que os seus êxitos individuais são os êxitos de um colectivo, dos clubes e do Futebol, Distrital.”

O líder setubalense encerrou o seu discurso com um Viva o Futebol.

 

 JoaquimFCandeias

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 13:22

11
Nov 12

 

ALMADA,1- PAIO PIRES,0

TRIUNFO SOFRIDO DOS ALMADENSES

Fase do jogo Almada-Paio Pires, vitória 1-0.

No Complexo Desportivo do Parque do Pragal, o Almada levou a melhor,1-0, sobre o Paio Pires em jogo relativo á 5ª jornada do distrital de Setúbal. Ao intervalo:0-0

Nos primeiros quarenta e cinco minutos o jogo repartiu-se entre os dois meios campos, com o Almada a ter a melhor oportunidade de inaugurar o marcador á passagem dos 39 minutos, quando Pául em excelente posição para fazer o golo, falhou o remate.

Na segunda parte o jogo recomeçou praticamente com o golo do Almada, marcado aos 47 minutos por Nuno Cirilo, na conversão de uma grande penalidade a castigar falta de um defensor visitante sobre Ricardo Dinis. O capitão almadense na conversão da grande penalidade rematou rasteiro para o lado esquerdo do guarda-redes, com este a ir para o lado oposto.

NUNO CIRILO AUTOR DO GOLO QUE VALEU A VITÓRIA AO ALMADA

Com ambas as equipas a povoarem muito a zona de meio campo, o jogo continuava equilibrado e foi mesmo o Paio Pires que á passagem do minuto,62 poderia ter mesmo chegado ao empate, mas um defensor almadense evitou o pior para as suas redes.

 Aos 69 minutos foi a vez da equipa da casa desperdiçar soberana oportunidade de aumentar a vantagem, Calado que entrara dois minutos antes, aproveitou o avanço no terreno de jogo do último setor defensivo do Paio Pires, isolou-se caminhou para a baliza, mas o guardião visitante saiu-se bem e evitou o golo.

Com o jogo a ganhar alguma virilidade, o árbitro da partida Paulo Jorge foi obrigado a exibir a cartolina amarela a alguns jogadores de ambas as equipas.

 Já em período de descontos, quatro minutos concedidos pelo árbitro, um lance ocorrido na área almadense, gerou alguns protestos por parte dos jogadores do Paio Pires, os quais reclamaram uma grande penalidade, mas quanto  a nós sem razão pois o guarda-redes almadense aliviou primeiro a bola e depois é que existiu o contato com o avançado.

 

E quando nas bancadas os adeptos almadense já gritavam que estava na hora, a equipa do Almada em lance de contra ataque isolou Sérgio e quando este se encaminhava isolado para a baliza do Paio Pires, o árbitro apitou para o final. No final do jogo existiu alguns desaguisados entre alguns jogadores de ambas as equipas, mas prontamente sanado pelos seus responsáveis

 

Triunfo justo dos almadenses ante uma equipa que vendeu cara a derrota  e tudo fez para sair do Pragal com um ponto. Quanto ao trabalho do trio de arbitragem liderado por Paulo Jorge, poderemos considerar a sua atuação regular, embora num lance ou noutro não tivesse ajuizado bem.

 

A equipa do Almada alinhou com os seguintes jogadores: Pedro, Bruno Pais, Miguel Serafim, Mareco e Paulo Costa; Marçal (Marcos Paulo, aos 78 minutos),Nuno Cirilo (cap.),Ricardo Dinis e Fábio (Sérgio, aos 75 minutos); Luís Costa e Paúl (Calado, aos 67minutos).

Treinador- prof Élio Santos.

Fase do jogo  Almada-Paio Pires

                                                             &&&---&&&

ALMADA ASSUME LIDERANÇA A PAR DO COSTA DE CAPARICA

A 5ª jornada do distrital teve como nota de destaque o empate dos Pescadores da Costa de Caparica, diante do último classificado, com este resultado e face ao triunfo do Almada, os Pescadores foram alcançados pela turma do prof. Élio Santos, no topo classificativo.

Destaque ainda para os triunfos do Cova da Piedade e do Beira Mar de Almada. Os resultados da jornada foram os seguintes:Pescadores,1-Juventude Melidense,1; Beira Mar de Almada,1- 1º Maio sarilhense,0; Grandolense,2-Olimpico Montijo,2; Almada,1-Paio Pires,0; Monte de Caparica,1- Palmelense,1; Alfarim,0-Cova da Piedade,2; Alcochetense,1-Vasco da Gama,2 e Desp.Portugal,1- C.Indústria,1.

Classificação: 1ºs Almada e Pescadores,13 pontos; 3º Vasco da Gama,10; 4º Cova da Piedade,8; 5ºs O. Montijo, Monte de Caparica, Grandolense,Alcochetense e C.Indústria,7; 10º Desp.Portugal,6; 11ºs Beira Mar de Almada e Paio Pires,5; 13ºs Alfarim, 1º Maio Sarilhense e Palmelense,4 e 16º e último Juventude Melidense,1 pts.

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 19:54

04
Nov 12

COVA DA PIEDADE ALCANÇOU PRIMEIRA VITÓRIA, TRIUNFO,2-O SOBRE O MONTE DE CAPARICA

EQUIPA DO COVA DA PIEDADE QUE DERROTOU O MONTE DE CAPARICA

Partida realizada no Estádio Municipal José Martins Vieira, na Cova da Piedade. Ao intervalo,2-0.

Sob a arbitragem de Miguel Figueiredo que foi auxiliado por Filipe Costa, lado da bancada e de Francisco Oliveira, lado do peão.

As equipas alinharam com o seguinte onze:

Cova da Piedade- Madureira;Tralhão,Gaspar,Ruben Nunes e pedro Henriques; Travassos (cap.) (Filipe Rodrigues, aos 70 minutos),França, Milton e Carlos Carvalho; Willians (Rui Pereira, aos 80 minutos) e Catota (Jessy,aos 60 minutos).

Treinador- Sérgio Boris.

Ação disciplinar- cartão amarelo para Catota,Milton,Willians,Gaspar e Tralhão. Cartão vermelho por acumulação de amarelos a Milton aos 76 minutos, já que tinha visto o primeiro amarelo aos 26 minutos.

Monte de Caparica- Nobre; Otávio (Varela, aos 46 minutos), Netcha (Eduardo, aos 77 minutos),Canário e Fred; Correia (Heta, aos 46 minutos), Gelson, Jota e Fábio; Joel Carvalho e Édi.

Treinador- Márcio Rodrigues.

Ação disciplinar- Cartão amarelo para Netcha, Canário, Heta e Fred.

 

A equipa do Clube Desportivo da Cova da Piedade que até aqui tinha averbado dois empates e uma derrota, somou o seu primeiro triunfo, ante o Monte de Caparica, equipa que somara duas vitórias nas duas últimas jornadas.

 

Sem ser uma partida brilhante foi a equipa do Cova da Piedade aquela que mais cedo esteve perto de inaugurar o marcador, mas o jovem guarda-redes Nobre por duas vezes negou o golo aos piedenses.

Aos 20 minutos novamente Nobre foi posto á prova ao desviar para canto um excelente remate de Ruben Nunes, na conversão do respetivo canto a bola foi centrada para a área dos visitantes e á boca da baliza Milton, não perdoou e fez o golo inaugural.

O pendor atacante do Cova da Piedade continuava, mas á passagem da meia hora a equipa do Monte, criou alguns calafrios ao guarda-redes Madureira, mas o esférico passou a centímetros da barra e aos 43 minutos os visitantes poderiam ter chegado ao empate, mas o remate de Jota levou o esférico a embater no poste direita da baliza do Cova da Piedade e a ressaltar para as mãos de Madureira. E foi já em períodos de descontos,+ 4 minutos concedidos pelo árbitro, que o Cova da Piedade chegou aos 2-0, novamente por Milton e assim foi para os balneários com uma preciosa vantagem.

 

Madureira, guarda redes do Cova da Piedade, em primeiro plano.Foto:JoaquimCandeias

No início da segunda parte o técnico Márcio Rodrigues, procedeu a duas alterações na equipa, no sentido de dar mais acutilância ao ataque e aos 58 minutos, chegou a beneficiar de uma grande penalidade, mas o jovem guarda-redes Madureira negou o golo a Jota ao desviar para canto o remate do médio do Monte.Até final o resultado não se alterou e assim os piedenses somaram a sua primeira vitória na prova.

Trio de arbitragem liderado por Miguel Figueiredo.Foto JoaquimCandeias

Num jogo dirigido pelo árbitro Miguel Figueiredo que no capítulo técnico, apesar de alguns erros, situou-se num plano aceitável. No capítulo disciplinar evitou o mais que possível a amostragem da cartolina amarela.

 

PESCADORES DA COSTA DE CAPARICA E ALMADA VENCERAM NA CONDIÇÃO DE VISITANTES

A quarta jornada do distrital saldou-se por três triunfos das formações do concelho de Almada, para além do triunfo do Cova da Piedade, o Almada e os Pescadores também venceram e ocupam os dois primeiros lugares do respetivo distrital.

Os resultados foram os seguintes: Juventude Melidense,0-Almada,2; Paio Pires,3-Alcochetense,1; Desportivo Portugal,1-Grandolense,1; 1º Maio Sarilhense,0-Pescadores,1; Vasco da Gama,3-Olimpico Montijo,1; C.Indústria,2- Alfarim,0; Cova da Piedade,2- Monte de Caparica,0 e Palmelense,1- Beira Mar de Almada,0.

Classificação: 1º Costa de Caparica, 12 pontos; º Almada,10; 3ºs Vasco da Gama e Alcochetense,7;5ºs Monte de Caparica,Olímpico,Grandolense e C.Indústria,6; 9ºs Cova da Piedade,Paio Pires e Desp.Portugal,5; 12ºs Alfarim e 1º Maio Sarilhense,4; 14º Palmelense,3; 15º Beira Mar de Almada,2 e 16º Juventude Melidense,0pts.

 

 

publicado por DesportoAlmada/Joaquimfcandeias às 21:38

Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14
15
16
17

20
21
23

25
27
28
29
30


subscrever feeds
tags

todas as tags

Contador
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO