Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DESPORTO ALMADA

Informação Desportiva ,Crónicas, Reportagens,Entrevistas, Resultados Envie as noticias do seu clube para o e-mail joaquim.reporter@gmail.com

DESPORTO ALMADA

Informação Desportiva ,Crónicas, Reportagens,Entrevistas, Resultados Envie as noticias do seu clube para o e-mail joaquim.reporter@gmail.com

GRANDE ROTA EUROPEIA CAMINHO DO ATLÂNTICO PASSA POR ALMADA

Joaquim Candeias, 14.11.19

        PASSEIO INAUGURAL ESTE SÁBADO, 16 DE NOVEMBRO, ÀS 09H30, NA TRAFARIA

Capturar.PNG

O passeio inaugural do troço em Almada da Grande Rota Europeia Caminho do Atlântico (GR11- E9) acontece este sábado, às 09h30, na Avenida Bulhão Pato, naTrafaria.

Trata-se de um percurso linear com cerca de 17 km de extensão, no concelho de Almada, atravessando diferentes paisagens, que passará a estar homologado pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP).

Há painéis de informação, folhetos e sinalética ao longo do percurso, que liga a Trafaria e o Porto Brandão à base militar da Nato, na Fonte da Telha, no extremo sul do concelho.

O percurso incia-se na Trafaria ou em Porto Brandão, unindo estas duas vilas ribeirinhas à Reserva Botânica da Mata dos Medos, com uma biodiversidade ímpar e espécies únicas.

Atravessa o topo da Arriba Fóssil da Costa da Caparica, uma formação geológica protegida desde 1984, pelo seu interesse científico e paisagístico, com miradouros únicos sobre o Atlântico.

Os caminhantes passam ainda pelo Convento dos Capuchos, um edifício do século XVI, que hoje acolhe diversos eventos culturais.

Podem também visitar a Costa da Caparica, saboreando a oferta gastronómica desta cidade, que oferece ainda uma frente de praias com 13 km de extensão, de espaços de lazer, zonas comerciais e de animação nocturna.

Neste troço da GR11-E9 Caminho do Atlântico é finalmente possível visitar três antigas fortificações militares, duas delas em avançado estado de degradação, mas que nos contam uma parte da história da defesa da barra do Tejo.

Forte da Raposeira foi construído em 1893 e 1911. Integrava várias baterias de costa, integrando o sistema de fortificações do Campo Entrincheirado de Lisboa.

Forte de Alpena, construído no final do século XIX, complementando a defesa da costa, que após a II Guerra Mundial perdeu a sua função militar, tornando-se um sistema de paióis .

Forte da Raposa (não visitável), foi o 6.º reduto de defesa da costa marítima portuguesa, estando desactivado desde 1999.

O troço termina no extremo sul do cocnelho de Almada, junto às instalações militares da NATO, onde o percurso entra no concelho de Sesimbra.

A Câmara Municipal de Almada é a entidade promotora deste troço, que teve a  coordenação técnica e implementação do Clube Ibérico de Montanhismo e Orientação, associado da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.

FOLHETO

 

PASSEIO INAUGURAL DA GRANDE ROTA DO ATLÂNTICO GR11 – E9

Troço no concelho de Almada

Sábado – 16 de novembro – 09h30 – Trafaria

Avenida Bulhão Pato

Junto à rotunda da estação de barcos

Participação gratuita

Há autocarro para trazer os participantes de volta à Trafaria, após chegada aos Capuchos/Fonte da Telha

Oferta de passa montanhas, água e fruta

Comunicado de Imprensa-Cmalmada

Almada, 13 de novembro de 2019