Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

DESPORTO ALMADA

Informação Desportiva ,Crónicas, Reportagens,Entrevistas, Resultados Envie as noticias do seu clube para o e-mail joaquim.reporter@gmail.com

DESPORTO ALMADA

Informação Desportiva ,Crónicas, Reportagens,Entrevistas, Resultados Envie as noticias do seu clube para o e-mail joaquim.reporter@gmail.com

ALMADA ATLÉTICO CLUBE - Ricardo Pereira Licenciado em Gestão Empresarial, deverá ser o novo homem forte do andebol

Avatar do autor Joaquim Candeias, 21.05.20

99004125_3179941158735537_5686817990197116928_n.jp

Ricardo Pereira, Licenciado em Gestão Empresarial pelo Instituto Superior de Gestão, de 32 anos de idade e que detém o curso,inicial de dirigente desportivo leccionado pela FPF.

 

Com a saída a seu pedido, de Carlos Santana, vice - presidente para as Atividade Desportivas, Culturais e Recreativas, e  responsável pelo andebol do clube, cargo que manteve durante uma década. E na época 2019/2020 em que o andebol sénior do Almada Atlético Clube, foi  o vencedor da Zona Sul do Nacional da 2ª Divisão, e assim ter-se apurado para disputar a fase final, para acesso à 1ª Divisão Nacional. Fase essa que acabou, por não ter  sido concluída, face á pandemia do Covid -19, o que levou a Federação de Andebol de Portugal, a indicar os três clubes primeiros classificados na 1ª Fase da Prova, neste caso o Almada Atlético Clube, Povoa Andebol e AD Sanjoanense, que entre si e a uma volta e em Pavilhão neutro, e a ser disputado no inicio da época 2020/2021, vão lutar pelos dois primeiros lugares que vão dão acesso ao Nacional da 1ª Divisão.

A direcção do Almada Atlético Clube, em comunicado, dá conta que Ricardo Pereira, Licenciado em Gestão Empresarial pelo Instituto Superior de Gestão, de 32 anos de idade e que detém o curso inicial de dirigente desportivo leccionado pela FPF,será o próximo,Vice- Presidente para as actividade Desportivas, culturais e Recreativas do Almada Atlético Clube, cargo que detém a tutela do departamento do andebol do clube. Cumprindo o que é estabelecido nos estatutos do Clube, será formalmente apresentado e proposto em próxima Assembleia Geral , a realizar brevemente.

Desporto Almada,saúda a vinda de Ricardo Pereira e deseja-lhe os maiores sucessos,ao serviço do Almada Atlético Clube.

Deixamos aqui o comunicado da direção do Almada Atlético Clube, presidido por João Vieira.

Comunicado

A Direção do Almada Atlético Clube informa todos os seus associados, adeptos e comunicação social em geral que irá nomear o Sr. Ricardo Pereira para as funções de Vice Presidente para as Actividades Desportivas, Culturais e Recreativas do nosso Clube, cargo que detém a tutela do Departamento de Andebol do Almada Atlético Clube. Cumprindo o que é estabelecido nos estatutos do Clube será formalmente apresentado e proposto em próxima Assembleia Geral, a realizar em breve, assim que as restrições decorrentes do estado de calamidades impostas pelo governo da república forem levantadas. Licenciado em Gestão Empresarial pelo Instituto Superior de Gestão, tem 32 anos de idade e detém o curso inicial de dirigente desportivo leccionado pela FPF.
Desejamos felicidades e os maiores sucessos a Ricardo Pereira neste seu novo cargo.

A Direção do
Almada Atlético Clube

ANDEBOL- António Santos treinador do Almada AC questiona: É ou não importante o fomento e incentivo à pratica desportiva na comunidade almadense?

Avatar do autor Joaquim Candeias, 19.02.20

86293622_2727095100691723_1413108849577033728_o.jp

Aqui deixamos algumas questões colocadas por António Santos,treinador dos seniores do Almada Atlético Clube,que brilhantemente  apurou os almadenses para a  Fase Final do Campeonato Nacional da 2ª Divisão e onde vão  discutir o apuramento para o Nacional da 1ª Divisão.

O Andebol do Almada Atlético Clube,consumado o apuramento da equipa sénior de Andebol para a fase final do Campeonato Nacional da 2ª Divisão e como responsável técnico do Andebol Almadense, creio ser oportuno COLOCAR algumas questões que contribuam e possam e ajudar À REFLEXÃO de todos sobre a importância do Desporto junto da comunidade Almadense, particularmente e muito especificamente o ALMADA ATLETICO CLUBE.

E começo com uma pergunta que considero fundamental e que é a seguinte:

É OU NÂO IMPORTANTE O FOMENTO E INCENTIVO À PRÁTICA DESPORTIVA NA COMUNIDADE ALMADENSE?

A resposta a esta pergunta é obviamente SIM, caso contrário não fazia sentido que a legislação Portuguesa dissesse que o desporto surge como uma das necessidades fundamentais das comunidades locais afigurando-se um poderoso e potencial instrumento para o desenvolvimento local de uma determinada região/cidade e que configura um direito de todos.

É neste contexto que os agentes autárquicos, com formação especializada e profissional na área do desporto, que se ocupam da gestão dos serviços e da orientação das atividades desportivas e recreativas, têm um papel fundamental e em conjunto com os Clubes, devem impulsionar, fomentar e potenciar o desenvolvimento desportivo no Concelho de Almada, proporcionando aos jovens almadenses uma pratica desportiva permanente, continuada e regulada.

 

Na verdade, O Almada Atlético Clube tem dado ao longo de muitos anos de existência um ENORME CONTRIBUTO e tem tido um papel altamente importante no fomento e incentivo à prática desportiva junto da comunidade local, com resultados altamente positivos com particular destaque na área da integração e inclusão social.

 

Nesta sequência, surge no meu pensamento a ideia, como refiro atrás, que o Município de Almada e as suas Juntas de Freguesia devem pensar e rever em conjunto que tipo de desenvolvimento desportivo pretendem para os seus Munícipes.

 

Quais as responsabilidades que detêm no desenvolvimento Desportivo do Concelho Almadense?

Qual o plano de desenvolvimento?

Que tipo de pratica desportiva pretendem apoiar e desenvolver no seu concelho?

Recreativa?

Formativa?

Competitiva?

De lazer?

 

A verdade é que o desporto Almadense é em minha opinião descontinuado e anárquico sem linhas orientadoras sem rumo, sem plano.

 

Embora a prática do desporto seja um direito para todos, nem sempre é programada e organizada com o intuito de chegar a todos. Atualmente, em muitas regiões do país a atividade física ainda se encontra reservada a uma percentagem limitada da população como é o caso de Almada.

 

E porque O FUTURO É JÁ AMANHÃ, é por isso urgente intervir e apoiar o associativismo desportivo neste concelho, é urgente proporcionar aos Clubes todos os apoios necessários e ao seu alcance para colaborar, ajudar, e intervir num plano regional que envolva os Clubes numa ação concertada, no capítulo da organização, financiamento e nas estruturas.

 

É por isso fundamental estabelecer relações de reciprocidade entre o Município de Almada e o Almada Atlético Clube, encontrando consensos e ter fundamentalmente a perceção que o objetivo é comum a todos e que quem beneficia com essa concretização é a comunidade Almadense.

António Santos

Treinador da Equipa Sénior de Andebol

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

"Fica a minha solidariedade e apreço por alguém que não sendo almadense, não sendo do Almada Atlético Clube desde pequenino, como alguns querem fazer crer que são, vestiu a nossa camisola e tornou-a sua". Por :Carlos Santana

As verdades devem ser ditas. 

Aqui ficam as palavras sábias de alguém que dedicou e dedica uma parte significativa da sua vida ao desporto, em particular ao andebol.

As suas palavras, não sendo de um almadense, são gémeas das minhas que o sou.

Há muito que insisto nesta tecla. É bom perceber que não estamos sós.

Seria importante que o momento de alegria que se vive, pelo feito da equipa sénior de Andebol, fosse um catalisador para que o clube encontrasse o caminho da estabilidade desportiva e financeira.

Se não for fica pelo menos o nosso contributo.

Esta é a terceira época que o António Santos está connosco. A época passada subiu a nossa equipa Sénior à Segunda Divisão Nacional e esta época conseguiu o apuramento para a fase final que dá acesso à subida ao principal escalão do andebol português.

Fica a minha solidariedade e apreço por alguém que não sendo almadense, não sendo do Almada Atlético Clube desde pequenino, como alguns querem fazer crer que são, vestiu a nossa camisola e tornou-a sua.

Vice-Presidente
Carlos Santana

Foto: Almada AC

Almada Atletico Clube - Carlos Santana vice - presidente apresentou a sua demissão,no dia que o andebol do Almada se apurou para a fase final do nacional

Avatar do autor Joaquim Candeias, 15.02.20

86229103_2723627864371780_2014783890291425280_o (1

O  vice - presidente Carlos Santana,  responsável pelo andebol do Almada Atlético Clube,apresentou hoje a sua demissão do cargo que ocupa no clube, numa altura em que o andebol do Almada, faz HISTÓRIA ao ter garantido o Apuramento para a Fase Final do Nacional da 2ª Divisão, após brilhante vitória da equipa na partida realizada, este sábado,na Madeira, diante do CS Maritimo Madeira,tendo enaltecido todo o grupo de trabalho pelo apuramento para   fase final do respetivo nacional.

A noticia,não nos supreendeu, já que o dirigente, há muito que vinha alertando para a falta de apoio ao clube, para além dos muitos anos que tem estado à frente do andebol do clube, tendo deixado na sua mensagem um apelo: "Antes de me despedir, apelo, mais uma vez, ao Município para olhar para os clubes do concelho de forma equilibrada e justa. Sem o Município o desporto amador não consegue sobreviver." (..)Desejo que o andebol do Almada AC prossiga o seu caminho e que rapidamente os ventos soprem a seu favor."

AQUI FICA NA INTEGRA O COMUNICADO COLOCADO NA PAGINAL OFICIAL  DO CLUBE, NO FACEBOOK, ACOMPANHADA PELA FOTO DA EQUIPA A FESTEJAR NA MADEIRA,O APURAMENTO,PARA A FASE FINAL DO NACIONAL.

E assim acabou???

Decidi dirigir-me a todos vós no dia de hoje por este ser para mim simbólico. Hoje a nossa equipa Sénior realizou o seu último jogo da fase regular do Campeonato Nacional da Segunda Divisão e pela primeira vez, desde que sou responsável pelo andebol do Almada AC, conseguimos ser apurados para a fase final. Quero endereçar os parabéns aos atletas e à equipa técnica.

A minha missão enquanto responsável pelo andebol do Almada AC está a chegar ao fim. Apresentei hoje a minha demissão ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral e dei conhecimento da mesma ao Presidente da Direção. Permanecerei no cargo até que o mesmo seja preenchido. Saio de livre vontade e sem estar chateado com ninguém.

Entrei pela primeira vez no Pavilhão Adelino Moura, em Maio de 2008, pela mão do meu filho que queria praticar andebol. Desde então, fiz deste pavilhão a minha segunda casa.

Como pai de um atleta do Almada AC tornei-me adepto incondicional do andebol do nosso clube e foi nessa condição que permaneci até 2012.

Em 2012, devido à grave situação pela qual passava o Andebol do Almada AC, fui recetivo ao convite do Sr. Fernando Mendes para colaborar com a secção. Assim o fiz por consideração à pessoa em causa e por considerar que era urgente salvar uma modalidade histórica em Almada.

Pouco tempo depois assumi a Vice-Presidência e os destinos da Secção de Andebol. A Vice-Presidência foi interrompida, entre finais de 2018 e meados de 2019, período em que assumi a presidência do clube.

Quando assumi este desafio, face à gravidade das situações com que nos fomos deparando, era difícil definir prioridades. O objectivo era conseguir chegar ao fim de cada época e ter alguma possibilidade de iniciar a próxima. O que era contingencial sobrepunha-se ao que deveria ser planificado.

Contudo, uma das prioridades claras era não deixar cair o Torneio Cidade de Almada em Andebol. Esta herança que nos foi dada por dirigentes como Humberto Borges não poderia ser desperdiçada. Felizmente cumprimos esse objetivo.

Rapidamente passaram 8 anos e muita água correu por debaixo da ponte. Conseguimos vários sucessos e enfrentámos algumas desilusões.

Infelizmente, certamente por incapacidade minha, as prioridades continuam, basicamente, a ser as mesmas. Nunca sabemos se chegamos ao fim de uma época e se podemos aspirar a começar a próxima. Até agora temos conseguido. Vamos ver se desta feita também o conseguiremos.

Considero que as instituições não podem viver do projeto de uma pessoa. As instituições são projetos sociais que devem fazer do coletivo a sua força. Se assim não for rapidamente desaparecem.

Todas as lideranças se esgotam; por incapacidade pessoal, por desmotivação, por cansaço, por desilusão. É necessário que as lideranças se renovem e encontrem novas portas e janelas para o futuro.

Pergunta capital: Esta é uma decisão irrevogável, não pode ser revertida? Como devem calcular é uma decisão dolorosa. Muito de mim fica no Almada AC. A reversibilidade da decisão estará sempre dependente de muitas variáveis que dificilmente podem ser resolvidas no curto prazo.

Penso um dia regressar ao Almada AC? Tudo depende do projeto que me seja apresentado e das condições financeiras e desportivas existentes para o executar.

Neste trajeto já longo, tenho contado, felizmente, com a colaboração de diversos elementos que sempre estiveram ao meu lado e nunca tiveram receio de arregaçar as mangas para enfrentar os desafios que se perfilavam e perfilam à nossa frente. Tenho que mencionar os que comigo estão ou estiveram desde a primeira hora: Fernando Mendes, Cármen Meneses, António Salavessa, Moura da Costa, Paulo Gomes, Carlos Mendes, Miguel Melo, João Lopes, Paulo Salgado, Pedro Coelho e João Salavessa. Outros há, dirigentes e treinadores, que me merecem a mesma consideração. Não posso esquecer, obviamente, as centenas de atletas que por cá passaram, sem eles não havia andebol.

Necessito de mencionar o nome da Sra. Presidente da Associação de Andebol de Lisboa, Ana Maria Cabral, pessoa com a qual sempre pudemos contar.

O Almada AC permitiu-me conhecer centenas de pessoas, responsáveis federativos, associativos, dirigentes de clubes, treinadores, atletas e adeptos. Foi devido ao Almada AC que me apaixonei por uma modalidade da qual sempre fui adepto.

Antes de me despedir, apelo, mais uma vez, ao Município para olhar para os clubes do concelho de forma equilibrada e justa. Sem o Município o desporto amador não consegue sobreviver.

Desejo que o andebol do Almada AC prossiga o seu caminho e que rapidamente os ventos soprem a seu favor.

Um bem-haja a todos e saudações andebolísticas.

Vice Presidente

Carlos Santana