Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DESPORTO ALMADA

Informação Desportiva ,Crónicas, Reportagens,Entrevistas, Resultados Envie as noticias do seu clube para o e-mail joaquim.reporter@gmail.com

DESPORTO ALMADA

Informação Desportiva ,Crónicas, Reportagens,Entrevistas, Resultados Envie as noticias do seu clube para o e-mail joaquim.reporter@gmail.com

TREINADOR GUSTAVO RIBEIRO (GUTI) ABRAÇA NOVO PROJETO NA ALEMANHA

Avatar do autor Joaquim Candeias, 07.12.19

3FQzFyxAgIJbksDDu1oeW9cE8FfvZ1rjkx6c6Upb (4).jpg

O Almadense,Gustavo Ribeiro Gramaço (GUTI),que iniciou a pratica desportiva no Almada Atlético Clube,depois de ter como jogador atuado em 9 paises diferentes e de ter criado uma escola de jovens jogadores, na Austria,aos 35 anos um novo projecto o levou  até à Alemanha,mais concretamente para a cidade de Regensburg, onde treinou a formação do JFG Donautal Bad Abbach, tendo levada a jovem equipa de U16 a campeã. 

 

Esta época um novo projeto, assinou um contrato por dois anos para orientar  o TST Kareth Lapperesdorf(U19) na Bezirksliga chamada na região de Bayern(BOL), ocupando a equipa que orienta o primeiro lugar com 11 jogos e outras tantas vitórias.

 

Jornal - Desporto Almada,falou com Gustavo Gramaço Ribeiro (GUTI),para nos falar um pouco do seu percurso profissional,mais concretamente os momentos mais vividos a nivel profissional, da sua escola de jogadores e de umpossivel regresso a Portugal.

Gostaria-mos que nos disse-se quais os momentos, mais vividos a nível profissional?

 

Vivi muitos momentos graças a deus, tenho pena de nao ter tido a oportunidade de jogar em uma 1 liga Portuguesa mas foram simplesmente questões financeiras que me fizeram na altura rejeitar uma proposta do Paços de Ferreira que na altura tinha como treinador Rui Vitoria e sua equipa técnica.

Penso que os anos e clubes que me marcaram mais foram sem duvida em Espanha, tornei me o melhor marcador da 2B foi um ano muito positivo na Galicia onde conheci pessoas fantásticas que ainda hoje falamose guardo estimada mente no meu coração, tanto como um plantel muito equilibrado e forte, um Presidente Português na altura e praticamente toda a sua estrutura futebol eram Portugueses foi na altura como uma Família pra mim. Outro momento muito positivo foi quando me transferi para a Indonésia, tudo muito diferente  desde clima, costumes etc.. completamente outra experiencial mas sem duvida muito boa, onde consegui em meia época fazer 12 golos e rumar entao de imediato a uma das equipas Top da Liga Indonésia.